Lamartine Webtv

terça-feira, 19 de novembro de 2013

Aimee Montblanc - Ao André,com todo meu amor

       André é um homem humilde que tem o dom de compor musicas,após 15 anos de tentativas e periodos de desemprego ele finalmente consegue que um cantor de sucesso regrave uma de suas musicas fazendo com que de um dia para outro ele deixe ser um homem pobre,auxiliar em uma pizzaria para se tornar um homem com uma carreira em ascensão.Muitas de suas composições são gravadas por outros cantores,outras ele mesmo grava .    Ele passa a ser conhecido como cantor  e muda seu nome de André Seixas para André Villareal.
          E é nesse novo mundo que ele conhece Annita Alencar,uma escritora famosa e ele se apaixona loucamente por ela porém,ela não lhe dá uma chance por  ele ainda ser pobre demais,assim ele lhe jura que um dia será muito mais rico que ela a ponto dela pedir de joelhos que ele se case com ela.
       Por mais que naquele momento lhe tenha parecido impossível a vida de Annita muda totalmente .
        Após a morte do pai de Annita seus gastos se tornam maiores do que ela ganha por seus best-sellers enquanto a carreira de André continua em ascensão não lhe deixando escolha a não ser se envolver com André.
       André totalmente apaixonado por Annita rejeita os conselhos de seus amigos para que ele não desperdice seu tempo e dinheiro com Annita.
       Ele lhe compra um carro novo,joias e paga pequenas contas mas,nada faz com que ela se apaixone por ele,afinal amor não é um sentimento que ela alguma vez tenha conhecido,ela vive pelo prazer de ter coisas e ter seus desejos satisfeitos nos minimos detelhes e isso André sabe fazer muito bem,tornando impossível que Annita o abandone.
         Quando sua empresaria e amiga Julliet Angelus lhe propõe que escreva um romance autobiografico afim de alavancar sua carreira se apoiando no sucesso de André,Annita vê uma oportuniddade de ser independente de André para sempre mas,para que isso seja possível ela terá que por em marcha um plano terrível contra ele.
        Annita decide ter um filho de André e ele recebe a noticia com toda a alegria do mundo,ele passa se dedicar Annita totalmente e até mesmo se afastar dos seus amigos do passado ele é capaz .
        Seus gastos com Annita se tornam cada vez maiores fazendo com que ele gaste antes de receber,quando ele percebe que Annita voltou a escrever ele fica curioso para saber de que se trata o livro e o lê escondido,André alegra ao saber que ela escreve sobre o romance deles,ao ter certeza que finalmente Annita o ama,ele decide pedí-la em casamento.
          Annita aceita o pedido mas,faz uma série de exigências,então eles marcam o casamento para março calculando que já terá passado ao menos 4 meses após o filho deles nascer.
         Quando chega o dia do casamento todos se assustam ao descobrir que André alugou um pequeno castelo na Escocia para celebrar o casamento,na festa estão presentes os mais ricos empresarios brasileiros e alguns politicos o que magoa profundamente os amigos de André que participaram de sua carreira artistica e não foram convidados,sem que soubessem que essa era uma das exigências de Annita.
         Quinze dias após voltarem da lua de  mel,Annita encontra por acidente as notas promissórias de André e discute com ele,durante a discussão Annita pega algumas das novas composições que André iria registrar e as queima e pela primeira vez o vê tomado de raiva,fazendo com que ele ponha Annita para fora de casa com sua filho nos braços.Os vizinhos ouvem os gritos e ao ver Annita do lado de fora da casa se compadecem dela se revoltando contra André.
         No dia seguinte Annita vai buscar o resto de suas coisas e percebe aliviada que o livro que estava escrevendo continua intacto trancado no cofre da casa,André lhe pede de joelhos que ela fique mas,ela não aceita e ele se desespera.
          Os dias passam André tenta pagar suas dividas mas,se torna cada vez mais impossível,a imprensa lhe julga como se fosse o vilão da história como se não valesse nada todo o esforço que fizera por Annita,inimigos e falsos amigos de trabalho contam mentiras para a imprensa dizendo que ele batia em Annita e a ameçava de morte devido ao seu extremo ciumes e André se sente cada vez mais e mais perdido no turbilhão de acontecimentos e mentiras. 
         Os convites de trabalho passaram a ser mais escassos,os amigos que lhe bajulavam antigamente lhe viraram as costas,as  contas iam aumentando e André sentia cada vez mais sozinho e com vontade de morrer.
         Quando chegou a data do lançamento do  livro de Annita ,André decidiu ir após a agente de Annita lhe enviar um convite.
          Ao chegar na livraria onde estava sendo feito o lançamento,as pesssoas o olhavam de maneira estranha,ele sentia que sua presença não era desejada ali,resolveu comprar o livro e então tentar se aproximar de Annita.
          André conseguia ver Annita distante,autografando seu livro,rodeada de fotógrafos e da imprensa.Enquanto esperava o movimento diminuir foi até a área de leitura da livraria e começou a ler o livro.
           O nome do livro era "Nunca consegui te esquecer",dentro a dedicatória lhe chamou a atenção:"Ao André,com todo meu amor,esse livro é dedicado ao homem que mais amei e mais me fez sofrer mas,que nunca poderei esquecer."
          André achou estranha aquelas palavras pois,havia dado tudo que podia pelo amor daquela mulher e ao folhear o livro não conseguia crer no que ele lia nas folhas do livro de Annita,ela o descreveu como um homem violento e inconstante ao qual ela sempre deu amor mas,nunca foi amada.André fez um escandalo na festa de lançamento do livro de Annita e indiretamente sem perceber,afirmou cada uma das palavras que Annita escreveu em seu livro,ela foi socorrida por amigos  e ele foi retirado da festa pelos seguranças que o jogaram na rua.
         Aquela noite ele voltou pra casa determinado a se matar,para ele não existia mais razão para continuar.Ele comprou o veneno e colocou em um suco de laranja,olhou seu apartamento e a lembrança da voz de Annita que antes lhe fazia sentir tanto amor agora só lhe fazia sentir remorso pelos amigos que ele deixou,pelos momentos que ele deixou de viver e acima de tudo de ter posto no mundo uma pobre criatura que não havia pedido para nascer,a quem ele não conseguia sustentar e muito menos teria oportunidade de criar pois,desde que Annita deixou seu apartamento lhe impediu de ver seu filho André Junior.
         Ele telefonou para alguns amigos do tempo que ele trabalhava na pizzaria mas,muitos não quiseram atendê-lo alguns se ressentiam pelo fato dele ter se distanciado deles outros ficaram compadecidos por Annita.
         André decidiu tomar seu suco envenenado e morrer na tentativa de se livrar de sua culpa e dor.
         Ele sentiu suas palpebras pesarem e abriu seus ollhos com muito esforço ,tudo ao redor erra branco innclusive dois homens que se aproximavam dele enquanto ele estava deitado,um deles tinha os mesmos olhos azuis de Annita mas,sua pele era alva como a neve,suas feiçoes eram delicadas em contraste do outro que era moreno alto e forte,lhe parecia estranho que esses fossem os anjos do ceu e tambem que ele estivesse no céu após ter se suicidado...
          As vozes deles pareciam vir de longe muito,embora estivessem perto enquanto ele começava a sentir uma dor dilacerante em seu estomago,quando ele começou a se contorcer e ouviu um dos homens dizer a palavra anestesia,se deu conta que ainda estava vivo,apenas tinha ido parar em um hospital que ele rezava silenciosamente para que fosse público pois,não lhe restava mais dinheiro para pagar um hospital particular,a raiva de saber que aqueles homens não eram anjos, eram apenas medicos que tentavam incessantemente salvar uma vida que não queria ser salva,lhe fazia sentir mais dores em seu estomago.Se sentiu totalmente tolo por pensar que tinha chegado ao céu,tal qual uma criança acredita e espera um milagre.
         Os dias passaram e André melhorava aos poucos muito embora ninguém houvesse lhe visitado no hospital,no dia que ele recebeu alta ele voltou para casa sem que ninguém viesse buscá-lo,ele passou pelos corredores como se nunca tivesse sido famoso,as pessoas não lhe reconheciam a fama tinha sido uma chama que se extinguiu,quando saiu do lado de fora com extrema gratidão a Deus agradeceu o fato do hospital ser próximo de sua casa mas,mesmo assim lhe restavam alguns quilometros para prosseguir a pé pois, estava sem dinheiro para pegar ao menos um ônibus e carona estava fora de cogitação porque ainda tinha um orgulho obstinado então ,começou a caminhar observando as pessoas ao redor algumas felizes,outras caminhando como ele mas,a maioria delas tinha algo que ele jamais voltaria a ter,o brilho da esperança que sempre impulsiona o ser humano adiante com uma força de vontade incrível que sempre o faz acreditar que após o pior sempre virá algo melhor.
         O sol estava quente,até mesmo o asfalto parecia uma frigideira no fogo de tão quente,já não estava mais acostumado a andar longas distancias,não tinha coragem de recorrer a seus tios,seus únicos parentes vivos que nem eram íntimos...
         Os pensamentos davam voltas em sua cabeça,se perguntando como pôde se deixar levar pela paixão de maneira tão cega!
          Voltou pra casa,exausto e mais obstinado ainda a se matar assim que estava a poucos passos de chegar em uma casa vizinha tocava uma música de uma cantora antiga que tinha gravado sua composição A bela luna,André não sabia se era coincidência ou se seria por pura pirraça da vizinha mas,o fato só o fez se sentir pior,levando as mãos aos ouvidos de maneira desesperada,enquanto a canção tocava alto o suficiente para que ele continuasse ouvindo mesmo após ter entrado correndo em sua casa.
      Mais que resoluto ele foi até o cofre e pegou sua arma deixando cair varias promissórias assinadas por eles,ele abaixou e as pegou e as jogou em cima da mesa afim de não perder a coragem porque sentia que tinha que fazer aquilo.Se sentou diante das promissórias e as encarando firme tal qual se encara a um inimigo atirou em sua cabeça enquanto ouvia tocar os últimos versos de Bella luna,em um segundo ele reviu sua vida inteira,aquela criança amada pelos padrinhos que substituiram seus pais que morreram em um acidente de carro,o jovem que se dedicou a recomeçar após os padrinhos terem morrido devida a avançada idade.Os amigos que tinha feito na pizzaria que o tinham estimulado a seguir sua estrela e se tornar um dos compositores mais famosos do mundo.O brilho dos olhos azuis de Annita em diversos momentos que passaram juntos e por último o rosto singelo de seu filho e nos olhos dele viu refeletido aquele olhar que ele tinha em sua infância,nesse momento se arrependeu e sentiu vontade pela primeira vez  de desfazer seus erros e lutar pelo seu filho para que ele fosse melhor e fosse criado longe da influência de Annita mas,aos poucos as imagens de tornavam turvas e a música ia desaparecendo junto com a imagem de seu filho e a esperança de dias felizes...

         Era uma triste manhã de março o tempo estava chuvoso,Annita convidara todos seus amigos para o enterro de André fingindo uma consternação inexistente arrumou seu filho que tinha poucos meses e estava começando a andar.
         André Junior brincava com seus brinquedos completamante alheio as coisas que aconteciam a sua volta,Annita escolheu o mais caro vestido preto que havia em seus closet e colocou seus olhos escuros enquanto terminava de se arrumar se perguntava havia sobrado alguma herança mas,de qualquer forma ela conseguiria uma boa quantia pelo próximo livro que estava terminando de escrever,a biografia não-autorizada de André que já tinha um título promissor Ao André,com todo meu amor.

Fim?

        Os anos passaram e conforme o Junior foi se tornando adolescente percebia que sua mãe jamais,o amou como desejava  ela sempre se dedicou muito mais a seus dois meio-irmãos Andersen Rhanier e Jennifer Rhanier,filhos de um editor alemão com quem ela se casou ficando viúva aos 32 anos,deixando-a com a fama de viúva negra,devido alguns boatos mentirosos de sua ex-agente Julliet Angelus fato que ela abominava.
          A família nunca foi unida e se tornou mais desunida apartir do momento que Helene a filha adotiva de Rhanier, chegou a mansão de Annita para compartilhar a editora e a mansão que eram parte da fortuna de Rhanier,quando Annita percebe que esta é uma condição que está em testamento ela faz de tudo para transformar a vida da moça impossível e muito embora Helene se apaixone por Andersen não está
disposta a ceder seus direitos ou se deixar enganar por um amor e em uma das muitas discussões de Helene com Annita ela acaba revelando que soube que  André se matou por um amor cego e exarcebado por Annita que o enganou e o dessmoralizou diante da imprensa fazendo com que ele perdesse tudo,deixando claro também as suas dúvidas quanto as razões de seu pai ter morrido,ela desconfia que seu pai tenha sido envenenado.
        Annita terá que enfrentar sua enteada e encontrar uma maneira de calar Julliet Angelus,a única pessoa que sabe todos os detalhes sobre seu passado,passando por cima de tudo e todos para conseguir manter a fortuna que juntou ao longo de sua vida.
         Enquanto isso,Junior deixará tudo para trás para reconstruir sua vida longe da mansão e se dedicar ao dom da música que herdou de seu pai.

        Será que Annita conseguirá atingir seus objetivos outra vez?

Nenhum comentário:

Postar um comentário